cada dia quero mais. de mim. dos outros. da vida.

Em 2011 quero mais, mas nesse restante de 2010 também quero mais! Quero mais agora, hoje, amanhã! Quero mais amigos, mais abraços, mais alegria, mais liberdade, mais sentir, mais viver, o novo! Quero mais do trabalho que ainda não tenho, do saber que ainda procuro, mais de inteligência que hei de ter, mais de quem vale a pena! E de quem não vale a pena, quero mais também. Quero aproveitar cada dia, cada hora, cada minuto, cada segundo, cada viagem, cada cerveja, cada brincadeira, cada momento, cada música, cada pessoa, cada beijo, cada abraço, cada risada, tudo! Tudo que passa na vida, a conversa proibida, a saudade gostosa, a chuva no dia caloroso, o sorriso amigo, a comida da vovó, o bom e velho rock que toca nos meus cd's, a festa de despedida pra poder reencontrar, os amigos de infância que surgem na noite, o vento que me traz boas lembranças, o churrasco na laje acompanhado da pinga do bar da esquina, a conversa desconexa com o irmão... quero mais! Mais vida, mais sentimentos, mais TUDO dentro de mim, mais amor.. quero ser mais! quero ter mais.. quero desapego! desapego de coisas que em nada me acrescentam... quero me apegar as pessoas. Sofrer o que tem que sofrer, chorar o que tem que chorar, amar o que tem que amar, mas por completo! Por inteiro! Nada de restos, fragmentos mal contados, mal partidos... quero dançar a música que nunca dancei, cantar uma canção bem melosa que sempre guardei, dizer as palavras que nunca disse, conhecer as pessoas que nunca sonhei conhecer. eu quero mais. quero sentir o calor que nunca senti, dar valor àquilo que nunca dei, quero amar de verdade, quero deixar os medos de lado, me arriscar, me aventurar, viver...  e o meu coração? Nele tem espaço pra mais, amo sem pedir licença, amo sem dizer por quê, eu amo mesmo! Sou apaixonada por pessoas, pelo o que elas são, pela essência, pela excentricidade, pela particularidade que não irei encontrar em mais ninguém. Quero espalhar a liberdade! "tudo que amo deixo livre, se voltar é porque conquistei, se não voltar é porque nunca foi meu", "não vulgarize o verbo amar", amar não é só um verbo! É mais que a palavra não dita, ou dita. É mais que a atitude, que o gesto. Eu gosto é do caos, do desassossego! Acredito SIM, nas pessoas... Acredito SIM, no amor... "no amor de verdade aquele que a gente sente por gente como a gente", acredito na liberdade! "cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é!" pra quê esconder?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Texto do Arnaldo Jabor sobre relacionamentos "modernos"

Meme