Despertar...

E hoje conversando pelo Talk com o bem quis escrever algo mais bonitinho (pra surpreendê-lo e também alegrá-lo um pouco, já que sou chata pra *aralho), acabei por me surpreender.
Percebi que gosto de escrever e que há tempos não o fazia. Lembrei dos meus sonhos remotos de ser uma redatora (que para o bem geral da nação não foi concretizado) e das minhas tentativas de ter um blog lido por alguém (Obrigada amigos, vocês com esta paciência invejável me incentivaram por um bom tempo e ainda conseguiram ler minhas linhas desconexas, elogiar e arrancar bobos sorrisos).
Então caí aqui; vi esse blog, morto. Um layout miserável, imagens copiadas e frases soltas, algumas sem sentido algum. Olhei para mim; camiseta do Mickey, short jeans e descabelada, digitando uma resenha acompanhada de uma xícara de café que logo foi substituída por uma latinha de Budweiser. E o que veio no pensamento: "O que me tornei?".
Em uma fração de segundos repensei minhas atitudes, decisões e renúncias tomadas, alguns sorrisos, algumas lágrimas, baixa autoestima, carência desmedida, o desleixo com a aparência, o desleixo com a casa, o desleixo com a vida em geral. E então... Despertei. Acordei e percebi que posso ser muito melhor que isso, a noite está linda, mas hoje, HOJE, eu estou mais!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Texto do Arnaldo Jabor sobre relacionamentos "modernos"

Meme