Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2010

A Chuva e eu

Aaaahhh

Assim eu derreto

Derrete, gosto de você mesmo derretida
Em forma de vapor, ou massa das nuvens
Ainda gostarei de você como gostas de chuva
Ou orvalho que molha as plantas verdes

Gosto mais da forma de orvalho
Molhar a natureza
Senti-la
Sentir o teu verde
Sentir a brisa suave
E que pode se fundir a mim

Se tu fosse uma gota de orvalho
Ia acordar de madrugada só pra estender a mão e te esperar cair em mim
Pra te ver nem que seja pela ultima vez antes de evaporar de novo

Mas se eu evaporasse, voltaria outra vez só para em ti cair

E eu ia acordar toda manhã pra te sentir

E toda manha nos encontraremos
Ao som do vento
E iluminados pelo brilho solar
Ou talvez lunar
Porque a lua traz precisões desconhecidas
Impares
Que poucos conhecem

Poderia cair também em forma de chuva
Eu gosto de tomar banho nela
Poderia ser meu arco-íres num dia de sol brilhar para mim

Eu poderia sim ser seu arco-íris, mas não garantiria o tesouro ao fim
Mas a chuva, digo-te
Posso garantir que te refrescaria momentaneamente

O teso…

A impontualidade do amor!

Imagem
Você está sozinho. Você e a torcida do Flamengo. Em frente a tevê, devora dois pacotes de Doritos enquanto espera o telefone tocar. Bem que podia ser hoje, bem que podia ser agora, um amor novinho em folha.

Trimmm! É sua mãe, quem mais poderia ser? Amor nenhum faz chamadas por telepatia. Amor não atende com hora marcada. Ele pode chegar antes do esperado e encontrar você numa fase galinha, sem disposição para relacionamentos sérios. Ele passa batido e você nem aí. Ou pode chegar tarde demais e encontrar você desiludido da vida, desconfiado, cheio de olheiras. O amor dá meia-volta, volver. Por que o amor nunca chega na hora certa?

Agora, por exemplo, que você está de banho tomado e camisa jeans. Agora que você está empregado, lavou o carro e está com grana para um cinema. Agora que você pintou o apartamento, ganhou um porta-retrato e começou a gostar de jazz. Agora que você está com o coração às moscas e morrendo de frio.

O amor aparece quando menos se espera e de onde menos se imagina. V…

Cheia.

Imagem
Hoje acordei e não quis me levantar. Não queria ver o que me aguardava lá fora, não queria ver se o sol sorria para mim, não queria ver se o vento soprava a meu favor. Acordei cheia. Cheia de tudo e de todos. Cheia de marcas, cheia de mágoas, cheia de máquinas, cheia de metáforas, cheia de mim, cheia de malas, cheia de meninos, cheia de manias, cheia de dívidas, cheia de neuroses, cheia de antipatia, cheia de falsidade, cheia de melancolia, cheia de sentimentos, cheia de drogas, cheia de bebidas, cheia de labuta, cheia de música, cheia de poesia, poesia, poesia.... delícia.