Nós [?]

Não acho justo que volte a minha vida tão propenso quanto eu estive há alguns anos atrás. Não é nada justo aquecer meu coração quando eu não queria que o acontecesse. Não é justo vir para me fazer entrar em uma tenra contradição. Não vale a pena sonhar para viver um segundo e depois acordar...  não para mim. E me diz, se não houver vida após esse segundo?


Justo não é, mas é o que fazes. Me faz ter a vontade de viver um sonho que pode dar certo, mas eu sei que tem algo de errado. Tu me fazes ter a vontade de passar uma tarde inteira apenas na tua companhia, sem preocupações externas, sem interferências. De querer ver filme no teu colo, no teu abraço. De querer novamente ter contigo as brincadeiras mais inocentes, os beijos mais delicados.


Queres que eu deixe meu medo, que eu me permita viver novamente um sonho. Mas os quereres são distintos. Eu quero alguém que esteja comigo por um tempo, com o qual eu possa contar,  alguém que me completasse... e se achar isso muito romântico, pode ser que seja isso mesmo. Mas você quer viver um dia por vez. Eu sou eu, você é você,  e o nós... Coisas separadas, eu sempre disse isso, hoje é você quem diz.


Eu aceitaria o "nós" novamente, mas com a condição de vivermos em um espaço onde o tempo não interfira. Onde os medos do passado não apareçam e o futuro fique lá parado, sem chegar.


E só para você ficar sabendo, eu ainda penso muito em você.

Comentários

  1. Simplesmente perfeito.


    ''E só para você ficar sabendo, eu ainda penso muito em você.''

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Texto do Arnaldo Jabor sobre relacionamentos "modernos"

Meme