A rotina dos sentidos é o prazer... ♫

Ah, se torna prolixo dizer que nunca mais te procurarei e no outro segundo eu me sabotar...
Não que eu o procure a todo momento, na verdade, pouco procuro... também não direi que somente sou achada...
O que posso tentar dizer que nos procuramos quando nos convém.
Há de convir comigo que nada melhor que um acordo nada burocrático para se encontrar em uma esquina qualquer...
Sem leis, sem nomes, sem promessas...
Sem planos, sonhos ou devaneios...
Apenas a liberdade de sentir... de viver o momento sem preocupações futuras...
Viver o presente, deixando o passado no lugar dele e o futuro... só nos resta esperar...
Porém, o presente é intenso... é de fato um presente...
É um presente poder formar uma nova fragrância misturando teu odor ao meu...
É um presente sentir tua pele da forma mais intensa...
É um presente dançar a noite inteira, entre risos e sorrisos...
Conversar, falar ao vento, silenciar... ah, o silêncio... como é bom.
O silêncio que fala por si, que só necessita de um olhar travesso e um abraço apertado...
Um presente, apenas isso... que como todo presente vira passado.

Proxima
« Anterior
Anterior
Próximo Post »
2 Comentario
avatar

E dá mesmo pra não esperar nada do futuro tendo um "presente" desses? Ainda duvido mas se souber como me passa a fórmula por favor?

Balas
avatar

Porém, o presente é intenso... é de fato um presente...
É um presente poder formar uma nova fragrância misturando teu odor ao meu...

FINALMENTE ELA SAIU DA SEPULTURA PRA ESCREVER DE NOVO ...

GOSTEI DESSA PARTE

Balas